10 de outubro de 2008

Areia no Sapato!

Há quem julgue os "evangélicos" como fanáticos religiosos, sem estudos, que não sabem nem se quer contar os dedos das mãos! Há quem julgue os “evangélicos” como discriminadores e aborrecedores da paz (lembranças passadas). Há sempre aquele que discorda dos “evangélicos” e como não é de se espantar, os “evangélicos” também têm sua opinião!

Mudaremos o termo porque atualmente, ser EVANGÉLICO é moda! Vamos buscar algo mais consistente: PROTESTANTE. Quero somente lembrar que há aqueles que denigrem o nome do Cristianismo (Protestante ou Evangélico). Infelizmente, somos humanos e humanos são falhos. Mas vamos ao que interessa.

Não é de se espantar que a areia vem incomodando desde o dia em que Lutero gritou, pra todo mundo ouvir, que ele não concordava com determinadas coisas. Aliás, antes de Lutero, homens e mulheres que defendiam a verdade bíblica foram calados, abafados. Contudo, suas contribuições não foram menores.

Então, como o nome diz, protestamos. Protestamos, por que é um direito de cada ser humano! Isso não quer dizer que o que protestamos é o que todos irão ou deverão aceitar. Deus nos deu livre arbítrio pra aceitar ou não qualquer coisa. - Vale lembrar que Moisés deu DUAS opções para o povo escolher.

Nós, batistas (pelo menos), protestamos segundo a Bíblia, que é a Palavra de Deus. Referimo-nos aquilo que foi ensinado por Deus e por Jesus, tanto no Antigo como no Novo Testamento.

O fato de protestarmos não quer dizer que tiramos a liberdade de ninguém. O problema é que a nossa pregação deve servir de carapuça pra alguns. Cada um tem um ideal, uma filosofia, algo pra se alegrar. Nós temos JESUS CRISTO. Mais do que filosofia, Verdade! É tão verdade que o povo não aceita a nossa NÃO ACEITAÇÃO a muitas coisas. Uma delas: o homossexualismo.

Li, há algumas horas, uma reportagem do UOL notícias sobre a Reunião do Presidente Lula com alguns líderes evangélicos em São Paulo. Como bom batista, corri para o informativo batista, um dos meios de comunicação dos batistas brasileiros, pra saber sobre nossa participação. Na mosca! O Pr. Valdo Romão, Diretor Executivo da Convenção Batista de São Paulo, entregou a nossa insatisfação, a do povo batista - que com certeza abrange a todas as outras denominações -, por escrito com dois artigos, um já publicado na Revista Eclésia, sobre a Lei da Homofobia.

Essa lei, que procura atender a liberdade de expressão dos homossexuais, acaba com a liberdade de expressão das instituições religiosas, protestantes, que não concordam com o ato do homossexual. Parece até briga de quem puxa mais a corda, mas a verdade é que precisamos chegar num acordo. Nós protestamos contra, sim! Não batemos, não gritamos, não matamos (quem faz isso, com certeza NÃO é, nem de perto, protestante! - Quanto mais CRISTÃO!).

Pra que fique bem claro: Acreditamos que Deus fez Homem e Mulher. Fisicamente falando, há harmonia. Psicologicamente falando, há harmonia. Espiritualmente falando, há harmonia. É nisso que acreditamos.

Acreditamos, também, que se alguém escolhe ser ou diz que nasceu homossexual é porque prefere estar assim. Mas não concordamos, segundo a Palavra de Deus. Amamos o homossexual e muitos deles nossas igrejas tem abraçado, cuidado, ajudado. Oramos pra que estes aceitem, pelo Espírito Santo e não pela força, a condição natural descrita na Bíblia.

Pra finalizar, não concordamos com o sexo antes do casamento, não concordamos com qualquer tipo de droga que prejudique o corpo. Não concordamos com a “produção independente” das mulheres. Não concordamos com os maus políticos. Não concordamos com a panacéia que as igrejas se transformaram hoje. Não concordamos com os vários movimentos que ferem a ética bíblica.

Protestamos por um mundo melhor. Por um mundo mais justo. Por um mundo sem desigualdade social. Por um mundo onde haja pão pra todos comer!

Parafraseando a Bíblia: “aquele que está na lama, se suje mais. Aquele que está limpo, limpe-se mais!”. Entendam como quiser, mas se realmente não falássemos a verdade, não seríamos aquela AREIA no sapato que tanto incomoda!

Enfim,

"Persiste em ler, exortar e ensinar."
I Timóteo 4:13

4 comentários:

Marcus Gerhard disse...

Onde está a liberdade religiosa?

ótimo seu post, Não podemos cruzar os braços, revestirmo-nos de amarras, mordaças e rédias e fingir q não é conosco.
É sim, cadê a liberdade religiosa que os ubandistas, os católicos, os espíritas, os evangélicos, os... manifestaram há mais ou menos duas semanas atrás na praia de copacabana?!

É incoerência, é mediocridade querer que as coisas covertam-se apenas em favor deles.Ípócritas, mesquinhos.

Querer que rasguemos nossas bíblias, nossa fé. Isso é tolice da parte das autoridades em achar que somos idiotas.

Não somos!
Tolos e idiotas são os que aceitam ser coagidos por tão despresível atitude.

Nunca fomos contra ninguém (a não ser aqueles mentirosos, que vão contra a bíblia e se auto denominam evangélicos)e se as pessoas pegaram defíciências mentais e resolveram, por conivência delas, dizer que é certo, não temos nada a ver com isso.
Não obrigamos ninguém a nada, apenas exponos nossas opiniões, e o que é correto A NÓS, agora se incomodou aos homosexuais, as autoridades cabíveis (que assim, pensam que são), é porque algum fundamento deve ter por trás do que dizemos! não?

Marcus Gerhard disse...

A IGREJA DOS PECADORES

Que o bondoso Deus me livre da igreja cristã onde só existem santos! Eu quero ficar naquela igreja e estar entre aquele pequeno grupo de gente desanimada, fraca e doente, que reconhece e sente seu pecado, miséria e desgraça, e que também, de coração e sem cessar, anseia e clama a Deus por consolo e ajuda, crê no perdão dos pecados e é perseguida por causa da palavra. O diabo é um velhaco muito esperto. Ele usa os entusiastas para levar os ingênuos a acreditar que o importante não é pregar o evangelho, e sim, voltar-se para outras coisas, como levar uma vida santificada, carregar a cruz e sofrer bastante perseguição. E através da falsa aparência desta santidade inventada por eles mesmos, e que é contrária à palavra de Deus, muita gente é enganada. Mas nossa santidade e justiça é Cristo, em quem, e nós mesmos, somos perfeitos, e neste ponto eu me consolo e apego à palavras de São Paulo: "Cristo Jesus, o qual se nos tornou da parte de Deus sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção".
Martinho Lutero

1 Coríntios 1.26-29
"Deus escolheu as coisas humildes do mundo, e as desprezadas, e aquelas que não são, para reduzir a nada as que são; afim de que ninguém se vanglorie na presença de Deus". (vv. 28s.)

Carina disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Carina disse...

Ñ tenho nada a declarar,até pq sou muito leiga nesses assuntos de pessoas inteligentes.Apenas dei uma olhada em tudo e gostaria de dizer que tenho muito orgulho de ser sua MELHOR AMIGA!!!Amo!
Obs:se quiser pode apagar.