6 de abril de 2009

Entre o Axioma Divino e o Sofisma Humano

“Um texto do Vital, moderador do blog Informativo Batista. Vale a pena ler e refletir sobre…” Felipe A. Davi (Phill)

Dhepardes_with_goat_sheep_and_cow

O pastorado feminino não é uma contradição bíblica porque a Bíblia não contradiz-se. E ponto final. Mas, é uma dificuldade de interpretação humana da Palavra de Deus. (Grifo meu).
A rigor não existe um versículo bíblico que aponte que se deva consagrar ou ordenar, para ser correto, impor as mãos sobre as mulheres. E também não existe nenhum que diga que não se deva.Todas as divagações, tendendo para uma interpretação, positiva ou negativa, são tentativas frustradas e com olhar indireto da Palavra de Deus, com a pretensão de solucionar o mistério, baseados em contextos ou versículos bíblicos.

É mistério de Deus? Para mim é mistério de Deus.
Mas, sou humano também e também tendencioso no meu olhar...

A mulher profetizar é um axioma da Palavra de Deus, é incontestável. Em I Coríntos 11:5 Paulo coloca tal situação de forma insofismável. Também é um axioma inegável que a profecia é um dom e o segundo dom, de acordo com Paulo em I Coríntios 12:28 e todo o capítulo 14 de I Coríntios é uma aula sobre profecia. Ora, os seminários são rotulados como "casa de profetas" em função de formar pastores em atendimento a I Coríntos 14:3. Os seminários são casa de mulheres, também...
Entre o axioma divino e o sofisma humano…

Será que a profetisa Ana de Lucas 2:36-38, não era uma pastora?Como afirmar que não era uma pastora? Pela narração pode-se concluir com facilidade que era uma autêntica pastora. Depende do espírito de quem vai ler e interpretar tão somente.
Entre o axioma divino e o sofisma humano…

João Ferreira de Almeida, nosso biblista era machista? King James, nosso biblista era machista? Por que ao traduzirem a Bíblia em Romanos 16:1 colocaram Febe como diaconisa (têm textos que colocam como serva) sendo que a palavra grega é diákonon? Ora por que a mesma palavra diákonon no sentido masculino em I Cor 3:5 rotula Paulo e Apolo como ministros e não como diáconos ou servos?
E por que os demais biblistas seguem a mesma linha não querendo colocar o dedo na ferida?
Entre o axioma divino e o sofisma humano…

Será que Dorcas, Lídia, Priscila, Evódia, Síntique, Trifena, Trifosa e
Pérside não foram pastoras, literalmente? Quem garante?
Entre o axioma divino e o sofisma humano…

Quem garante que entre os 70 ou 72 da Grande Comissão de Jesus de Lucas 10:1-21, não estavam as famosas irmãs carnais de Jesus, ou Marta, ou Maria Madalena? Os teologozinhos de plantão garantem alguma coisa? Já foram no céu ver e voltaram para contar?
Entre o axioma divino e o sofisma humano…

Prefiro, também, ficar com o Dr. Rui Xavier Assunção da Igreja Batista Itacuruça, Rio de Janeiro:
"Nós que nos orgulhamos de seguirmos os ensinos bíblicos não nos lembramos de Deuteronomio 10:17; Atos 10:34 e Romanos 2:11, entre outros, que dizem claramente que Deus não faz acepção de pessoas. Acepção, no caso, significa preferência. Deus não prefere pastores ou pastoras, Ele escolhe a quem lhe aprouver, homem ou mulher. Deus não faz acepção de pessoas mas nós fazemos".

No mistério pastoral prefiro ficar com as pastoras.
Elas só fazem bem.
Só são bênçãos na Causa do Senhor.

Entre o axioma divino e o sofisma humano, prefiro ficar com Deus... Que tudo pode.

Vital.

Nenhum comentário: